Novembro começa com contas de luz mais caras

Com os reservatórios em baixa por falta de chuvas, as contas de luz vão ficar mais caras em novembro. A Aneel confirmou a manutenção da bandeira tarifária vermelha no patamar 2, que, recentemente, passou de R$3,50 para R$ 5 a cada 100 kilowatt-hora consumidos. Isso ocorre porque há a necessidade de acionar as usinas termelétricas, que produzem energia através de combustíveis fósseis a um preço elevado.

Em nota, a agência de energia descartou qualquer risco de desabastecimento de eletricidade, mas alertou a população para um consumo consciente e evitar desperdícios.