Conta de luz da Coprel fica mais barata
As tarifas de energia ficarão, em média, 8,36% menores a partir de 30 de julho.
Publicado em 29 de julho de 2020
Compartilhar
A- A A+

Uma ação realizada pela Coprel no ano passado começa a ter impacto positivo para os cooperantes. Nesta terça-feira, dia 28 de julho, a ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica, homologou as novas tarifas de energia da Coprel Cooperativa de Energia, por meio da Resolução Homologatória nº 2.744/2020.

As tarifas de energia ficarão, em média, 8,36% menores a partir de 30 de julho.

Os cooperantes do Grupo B, que em sua maioria são pequenos comércios, residências e propriedades rurais, terão uma redução média de 7,90%.  Destaque para os cooperantes da classe residencial urbana, que perceberão uma queda de 12,84% em suas tarifas.  

Para as indústrias e grandes consumidores pertencentes ao Grupo A, a redução média será de 8,87%, podendo variar para mais ou para menos em função do perfil de utilização da energia e demanda ao longo do mês.

                       

Permissionária

Efeito Médio

Baixa Tensão

Alta Tensão

COPREL

-8,36%

-7,90%

-8,87%

 

 

 

 

Consumidores Residenciais - B1

-12,84%

Quadro 1 - Índices de reajustes homologados para Coprel

Esta redução nas tarifas só foi possível devido ao planejamento da Coprel, que foi a primeira cooperativa de energia do país a promover um leilão de energia, organizado em julho de 2019, que reduziu significativamente os custos com a compra de energia que são repassados aos cooperantes. As baixas nas tarifas deverão ocorrer também no processo de reajuste do ano que vem. Nas simulações feitas, a previsão é de que em julho/2021 as tarifas da Coprel estejam em média 20% menores que as atuais (isso se não ocorrerem mudanças drásticas na economia e na legislação do setor elétrico).

 “Ficamos muito felizes em fazer este anúncio aos nossos cooperantes, especialmente neste período de instabilidade econômica. Esta redução de tarifas ocorre graças a um amplo trabalho de planejamento estratégico que a Coprel realiza, em que foi percebida a oportunidade de trabalhar com a compra de energia em leilão, algo complexo e até então inédito dentre as cooperativas. O processo deve resultar em mais de 20% de redução nas tarifas de energia elétrica para nossos cooperantes. Temos certeza que isso impulsionará ainda mais o desenvolvimento da nossa região”, destacou o presidente Jânio Vital Stefanello.

Os novos valores de tarifas passarão a valer na energia consumida a partir do dia 30 de julho. Como o consumo do mês de agosto é pago somente em setembro, será a partir deste mês que os cooperantes vão perceber a redução no custo da energia.

O reajuste anual das tarifas de energia das cooperativas e concessionárias de todo o Brasil é regulado pela ANEEL, considerando, entre outros fatores, o preço da energia comprada, os custos dos encargos setoriais, as tarifas de transmissão e o mercado atendido pela cooperativa. Este reajuste tarifário é anual, e no caso da Coprel, o anúncio pela ANEEL é feito sempre no mês de julho.

Fonte: Coprel
Fotos
Comentários