Barragem do Rio Lambari evitou vários alagamentos nos últimos dias
Foram várias momentos de chuvas torrenciais por dias seguidos concentrando grande volume de água.
Publicado em 08 de julho de 2020
Compartilhar
A- A A+

As chuvas torrenciais registradas ao longo das últimas duas semanas, fatalmente, teriam provocado o caos no perímetro urbano da cidade de Rondinha. Foram várias momentos de chuvas torrenciais por dias seguidos concentrando grande volume de água.

Os alagamentos que teriam atingido a cidade foram evitados pela Barragem de Contenção do Rio Lambari que somente nos últimos dias represou o excesso de águas por 4 (quatro) vezes, (180mm total chuva mês junho e 320mm (nas últimas duas semanas). Nos momentos de represamento a água alcançou entre 5, 6 e 7 metros na altura da taipa. A equipe da Secretaria de Obras, em regime de plantão, monitorou a barragem controlando a vazão das águas ajustando a comporta externa.

A grande concentração de água do Rio Lambari, que passa pelo centro da cidade de Rondinha, decorre do intenso volume de chuvas que se forma na cabeceira do rio e em curto espaço de tempo (60 minutos ou mais) dirige-se até o perímetro urbano.

O barramento tem uma extensão de 40 metros na base inferior e 4 metros de largura na parte superior. A altura do barramento tem 11 metros; a extensão de margem a margem atinge a largura de 100 metros, cujo investimento ultrapassou R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), custeados integralmente pelos cofres do próprio município.

No sistema de vazão da água, foram construídas 03 tubulações ao fundo da barragem, todos envelopados em concreto, dispondo de um  mecanismo externo que permite o controle de vazão da água.

A obra da barragem gerou alívio e tranqüilidade à população, tendo resolvido um antigo e crônico problema da comunidade que vinha sofrendo ao longo de décadas.

O Prefeito Municipal Ezequiel Pasquetti declarou que nesses momentos de chuvas intensas, como ocorreu nos últimos dias, percebe-se, o quanto é importante esta obra proporcionando maior segurança e sossego à toda comunidade.

Pasquetti lembrou dos transtornos gerados pelos alagamentos no passado. Salientou, dos caminhos percorridos desde do ano de 2013, para encontrar uma solução segura para a comunidade, dos estudos realizados por geólogos, engenheiros e técnicos até apresentação do projeto e execução da obra, iniciada em agosto de 2016 e inaugurada em março de 2019.

O gestor mais uma vez agradeceu a todos que colaboraram, desde as famílias que doaram as áreas para construção da barragem, voluntários e parceiros do Poder Público que contribuíram no projeto, vereadores, equipe da administração na contenção de recursos, os quais foram investidos na barragem que trouxe a calmaria de volta a população terminando com o pânico gerado a cada intempérie e com os prejuízos ocasionados pelas enchentes.



Fonte: Ascom Rondinha
Comentários