Inter paga multa e livra Zago e Galeano de julgamento

O Inter terá o técnico Antônio Carlos e o seu auxiliar, Galeano, à beira do campo nas finais do Gauchão. Os dois seriam julgados na manhã desta quarta-feira no TJD-RS por conta da confusão na vitória do Inter por 1 a 0 sobre o Caxias, no jogo de ida da semifinal do Gauchão, no Beira-Rio. Mas a medida prevista no Código Brasileiro de Justiça Desportiva desde 2009 liberou os dois profissionais do julgamento mediante o pagamento de multa.

O Inter optou pela Transação Disciplinar Desportiva (art. 80-A) e apenas pagará uma multa. A homologação aconteceu no fim da tarde desta terça.

Zago foi denunciado pelo artigo 254-A (agressão física), do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de quatro a 12 jogos. Já Galeano, foi citado no artigo 250 (ato hostil), que estipula suspensão de uma a três partidas.

Já o médico do Caxias, Jeferson Mezzomo, que também envolveu-se na confusão por discutir com os jogadores colorados ao entrar no gramado para atender Wagner, foi denunciado pelo artigo 258 (atitude contrária à disciplina), que prevê punição de até seis partidas, e levou quatro jogos de suspensão.

O árbitro, Roger Goulart, que não relatou nada em súmula, foi apenas advertido.

 

 

* ZHESPORTES