Equipe de Rondinha vence 2ª Competição Interescolar de Pontes de Espaguete do CESURG Sarandi

Desafiar o estudante a compreender a física e a matemática também como diversão é um dos elementos principais da 2ª Competição Interescolar de Pontes de Espaguete desenvolvida pelo CESURG – Centro de Ensino Superior Riograndense CESURG. No domingo, 10 de dezembro, ocorreu a final regional em Sarandi que revelou a equipe campeã desta segunda edição da competição. A disputa objetivou contribuir na formação interdisciplinar dos alunos do ensino médio das escolas participantes, mobilizando os estudantes da região desde o planejamento, a concepção, a análise, o dimensionamento e a construção das pontes de espaguete. O projeto desenvolvido pelo CESURG contou com o apoio das empresas Redemac Mecal, Sustentare Seguros, Credeal, Top GYM Academia, Rede Mais Nova FM, Jornal Folha Regional, Jornal Elo Regional, Giolo Estruturas, Atlanta Eventos. Ao longo da competição, mais de 500 jovens organizados em mais de 150 equipes envolveram-se na disputa. Foram meses em que os estudantes foram desafiados a projetar, calcular e executar uma ponte construída apenas por massa de espaguete de marca específica e cola quente, que precisavam suportar o máximo de peso possível. Em Sarandi, a disputa foi coordenada pelo professor Norton Faccenda e os vencedores foram conhecidos no domingo, 10 de dezembro. O 1° lugar foi conquistado pelos estudantes Eloisa Piron, Eduarda Guinzelli, Natiel Celer e Emanuel Gasparetto, do Centro Estadual de Educação Básica Conde D’ Eu, de Rondinha, que construíram uma ponte que resistiu a 59Kg. Em 2° lugar, com 33Kg, ficou o estudante Guilherme Ganassini Pegoraro da Escola Estadual de Ensino Fundamental Antônio Mathias Anschau, de Nova Boa Vista. Já na 3ª colocação, com uma ponte que suportou a 28Kg, Júlia Facenda, Bruna Paula Bongiorno da Silva, Maria Eliza Zanini Martins e Mateus Baldi Canova, da Escola Estadual Dr. Aldo Conte, de Sarandi. A escola conhecida como Campeã Social, por arrecadar a maior quantidade em kg de alimentos, foi o Centro Estadual de Educação Básica Conde D’ Eu, de Rondinha. Além de promover uma disputa que mobilizou a comunidade estudantil regional, a 2ª Competição Interescolar de Pontes de Espaguete é percebida pelo diretor-presidente do CESURG, professor Rafael Rossetto, como um estímulo a busca por novos conhecimentos. “Esse é um grande exemplo de como podemos despertar nos estudantes o gosto pelo estudo e a pesquisa. Quando conseguimos que eles vislumbrem na prática todo o conteúdo e a teoria que aprendem em aula, esse conhecimento se torna válido para eles. Esse é o momento em que eles percebem como a Educação e o compartilhamento de novos conhecimentos são fundamentais na vida para que compreendam o que ocorre no mundo e consigam se conectar ao futuro”, avalia o professor Rafael Rossetto, ao também parabenizar todas as equipes participantes, estudantes, professores e demais envolvidos no projeto. A competição ocorreu em duas fases, sendo a primeira uma etapa classificatória em cada escola e a segunda uma final regional. As premiações na fase escolar foram bolsas de estudo de 30%, 25% e 20% para cada integrante da equipe. Já na final regional, as equipes que ficaram entre as três mais bem colocadas receberam bolsas de estudos para cada integrante da equipe; premiações em dinheiro para a escola, a equipe e cada professor orientador; medalhas aos integrantes das equipes e troféu para a escola; bem como troféu para a Escola Campeã Social. Sugestões de legendas: Fotos 01 a 16: Competição envolveu estudantes de municípios da região Fotos 17 a 26: Equipes vencedoras foram premiadas com bolsas de estudo, troféus e medalhas Crédito das fotos: Comunicação CESURG