Conmebol tira vitória, e Chapecoense está fora da Libertadores

Nesta terça-feira, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) puniu a equipe catarinense pela escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio na vitória por 2 a 1 sobre o Lanús-ARG, na última quarta-feira, pela 5ª rodada da fase de grupos, na Argentina. A Chapecoense ainda vai recorrer da decisão;
 
Luiz Otávio estava suspenso, mas o time alviverde alegou ter sido avisado pouco antes da partida que o atleta não poderia atuar em Buenos Aires e decidiu manter sua escalação. Em campo, ele foi o herói da partida, fazendo o gol da vitória aos 43 do segundo tempo.
 
Com o resultado do julgamento, porém, a Conmebol reverteu o resultado e decretou vitória por 3 a 0 do Lanús, que agora vai a 10 pontos e assume a liderança do grupo 7, garantindo também a classificação para os mata-matas. O Nacional-URU está com uma mão e meia na outra vaga do grupo.
 
A Chapecoense, por sua vez, volta aos 4 pontos e cai para a lanterna da chave. Com isso, o jogo desta terça-feira, em casa diante do Zulia-VEN, vale para saber qual time fica com a vaga na Copa-Sul-Americana.
 
Para sua defesa, os catarinenses haviam contratado o experiente advogado Mário Bittencourt, do Fluminense. No entanto, a Conmebol optou mesmo por punir o clube brasileiro, alegando que havia avisado a Chape por e-mail sobre a suspensão de Luiz Otávio uma semana antes da partida. O clube catarinense chegou a dizer que a mensagem deve ter caído na caixa de spam.
 
Depois, como apurado pela reportagem, descobriu-se que o e-mail havia sido enviado para a pessoa errada.
 
s advogados chegaram a ser convidados para se defender do caso, o que fizeram por uma videoconferência ainda nesta terça-feira. A defesa, porém, acabou não convencendo a entidade.
 
Nesta terça, o time comandado por Vagner Mancini recebe o Zulia-VEN, às 19h30 (de Brasília), pela última rodada do grupo. Se vencer, garante ao menos a ida à Copa Sul-Americana como 3º colocado. Um empate, porém, não serve aos alviverdes.
 
As informações são de Gabriela Moreira, com redação do ESPN.com.br
Fonte:Infocors