Comitiva de prefeitos da região vão a Roraima para conhecer venezuelanos

Uma comitiva de 13 pessoas, entre prefeitos e vices, além de representantes de administrações municipais gaúchas da Zona da Produção, viajaram neste domingo para Boa Vista, em Roraima, com a intenção de conhecer o grupo de venezuelanos que irá se transferir para cidades gaúchas.

Os representantes municipais viajaram de avião da Força Aérea Brasileira, disponibilizado pelo governo federal. Prefeitos e vices retornarão nesta terça. Integram o grupo, ainda, representantes das administrações de Viamão e Santo Antônio da Patrulha.

O presidente da Associação de Municípios da Zona da Produção (Amzop) e prefeito de Liberato Salzano, Gilson de Carli, relatou que existe interesse de outras cidades da entidade, formada por 43 cidades, de abrir as portas a migrantes venezuelanos. “Chapada, aqui da Zona da Produção, já abrigou mais de 50 venezuelanos, sendo que os adultos estão trabalhando e as crianças estudando e isso mostra que é possível garantir espaços para os migrantes nesta parte do Estado”, disse.

Conhecendo os perfis 

Carli explicou ainda que a viagem a Roraima é importante para conhecer de perto os venezuelanos que chegam ao Brasil em busca de uma nova vida. “Pelo exemplo que vimos em Chapada, muitos migrantes são qualificados em relação à mão-de-obra e podem ser empregados em empresas e, no caso da nossa região, especialmente no setor da agricultura familiar”, observa.

O prefeito de Liberato Salzano recordou que no campo estão ficando as pessoas idosas, pois os jovens buscam novas oportunidades nas cidades. Com isso, segundo o prefeito, ocorre um esvaziamento do campo, das comunidades da zona rural dos pequenos municípios da região. “As pessoas com mais idade não têm condições de desenvolver atividades braçais e as propriedades vão se enfraquecendo, definhando”, afirma.

A viagem a Roraima é resultado das tratativas feitas ainda na reunião dos prefeitos da Amzop, no dia 14 de novembro passado, na sede da entidade, em Seberi, quando estiveram presentes representantes do governo federal que tratam da migração venezuelana.

Fonte: Correio do Povo