Artista de Passo Fundo avalia produção teatral de Rondinha

Rumo ao infinito…

Teatro significa muito em termos de cultura, educação e investimento do poder público em cidadania e em desenvolvimento de habilidades sociais de seus jovens atores e atrizes. Só o fato de existir o  Grupo  Municipal de Teatro, já coloca a cidade num patamar diferenciado, ainda mais contando com um profissional muito bem qualificado como o professor Tito Grando.

Um Quarto Para uma Tia

O primeiro espetáculo da noite “Um Quarto Para uma Tia” traz à cena adolescentes, pré-adolescentes e crianças, num trabalho bem desenvolvido com cuidadoso olhar sobre tudo que envolve uma construção de espetáculo teatral. Mesmo se tratando de jovens estudantes, percebe-se um envolvimento sério e profissional do elenco. O que se nota de pronto são as marcas de cena bem resolvidas, diálogos afiados, tempos de percepção e resposta dos textos muito bem ajustados. A iluminação e a trilha sonora tem um cuidado e bom gosto especiais.  A dramaturgia deste trabalho encerra em si uma mensagem de humanidade, que ao nosso ver é o leitmotiv do fazer teatral. E há aqui um toque de humanidade, um recado ao coração de todos espectadores. Um humanizar que nos representa e sacia enquanto trabalhadores das artes cênicas. Partilhar este momento, observar a reação da plateia ao trabalho do Grupo e a presença massiva de público na apresentação nos indica que Rondinha vai longe, que a futura geração de adultos da cidade com certeza será tocada por essa interação com o teatro, com a busca da humanização, da empatia.

“…E a casa caiu”

O segundo e último espetáculo da noite trouxe muitas surpresas. A trilha sonora caprichada, iluminação bem cuidada, utilização de recursos de luz de quem entende também de audiovisual. Mas o que surpreende realmente é a dramaturgia sagaz, viva e pertinente ao nosso mundo, ao nosso momento enquanto civilização ocidental e núcleos familiares. E mais ainda surpreende como o elenco consegue dar conta de trazer com eficiência para o palco a proposta do texto em sua plenitude. Com uma trama inteligente e digna de um grande centro urbano, a peça traz todo tipo de artimanha e reviravoltas que se espera de um espetáculo vivo, divertido  e que prende a atenção da plateia esperando a resolução final. Vale lembrar que os textos ditos com excelente precisão e ritmo são todos ao vivo sem backing tracks dos diálogos gravados, mais um ponto para a direção do espetáculo.

Parabéns à Administração Municipal, Secretaria Municipal de Educação e Cultura, ao Diretor e dramaturgo Tito Grando, ao elenco e toda a equipe envolvida!!